Faltando quase um ano para as eleições municipais de 2020, eis que esta quinta-feira, 12, foi sacudida com o pedido de condução policial do ex-presidente da Câmara de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), e de prisão de dois assessores de sua confiança, Raimundo Costa, conhecido por “Filho”, e a trans Raíssa Martins Mendonça.
A detenção dos dois assessores de gabinete foram determinadas pela Justiça Estadual, enquanto a do parlamentar foi por conta de policiais civis terem encontrado uma arma de fogo em sua residência, no bairro do Olho d´Água.

Na oportunidade, não foi comprovado o porte e a posse de arma pelo vereador, que alegou que a arma seria de uso restrito de seu segurança particular.

A operação é de responsabilidade do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos, vinculado à Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC).
Segundo o superintendente, Armando Pacheco, um dos assessores presos, Raimundo Costa, conhecido também como “Filho”, trocava mensagens com pessoas na internet e conseguia material suficiente das vítimas para começar a extorqui-las.
“Raimundo Costa conhecia as vítimas e depois ameaçava divulgar material delas na internet.

Assim as forçava a praticar sexo com ele, com a Raíssa Martins Mendonça (outra presa) e com o próprio vereador, segundo nos contou a vítima.

Dos dois assessores nós conseguimos elementos suficientes para pedir as prisões, do vereador conseguimos um mandado de busca e apreensão em sua residência”, disse Armando Pacheco.

Candidatável

Vale ressaltar que a prisão do ex-presidente do Legislativo Municipal acaba gerando inúmeras especulações políticas, já que Astro de Ogum vem se projetando como virtual candidato à Prefeitura de São Luís, no pleito do ano que vem.
Nos bastidores políticos, alguns avaliam que a exposição negativa do vereador do PR tem resultados nada amistosos para alguém que pleiteia sair candidato à sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT).
No entanto, o ex-presidente e atual 1º vice presidente da Câmara de São Luís prefere não fazer ilações sobre o caso vivido na manhã desta quinta-feira e apenas aguardar novos desdobramentos e seguir o curso normal em sua trajetória política.
Porém, uma pergunta que não quer calar neste momento: a quem interessaria a prisão e a queima da imagem do vereador Astro de Ogum, que tem aliados tanto na base do grupo Sarney quanto do governador Flávio Dino (PCdoB)?


Vale aguardar cenas dos próximos capítulos

via– blog do Mário Carvalho

O superintendente disse ainda que pelo menos uma vítima já foi confirmada, que é um adolescente. O jovem quem procurou a polícia. O crime que fundamentou os mandados de prisão dos assessores foi “estupro mediante fraude”, de acordo com o próprio Armando Pacheco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Partiu de filho do prefeito de Morros as denúncias contra Astro de Ogum, que já foi liberado

qui set 12 , 2019
<div class="at-above-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2019/09/a-quem-interessaria-a-prisao-e-o-descredito-do-vereador-astro-de-ogum/"></div>Um filho de criação do prefeito de Morros, Sidrack Feitosa, figura como figura principal de acusações contra o vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de […]<!-- AddThis Advanced Settings above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings below via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings generic via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons below via filter on get_the_excerpt --><div class="at-below-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2019/09/a-quem-interessaria-a-prisao-e-o-descredito-do-vereador-astro-de-ogum/"></div><!-- AddThis Share Buttons generic via filter on get_the_excerpt -->