A ressocialização, através da religião, de presos no presídio de Pedrinhas que haviam perdido a perspectiva do convívio social e orientação a alunos que infringiam regras de convivência no Colégio Batista, estabelecimentos na capital, foram contribuições que justificaram a concessão do título de Cidadão de São Luís, pela Câmara de Vereadores, ao pastor Francisco José Alencar Araujo. Ele é natural de Juazeiro do Norte-Ceará.

O reconhecimento ocorreu na tarde desta quinta-feira (21), em sessão solene do Parlamento, presidida pelo vereador Nato Junior (PP). A distinção foi proposta pelo vereador Antonio Garcez (PTC).

Além destes vereadores, compareceram ao evento o secretário municipal de Relações Institucionais, Raimundo Silva Junior, que representou o prefeito Edivaldo Holanda, os familiares do homenageado; o pastor Gerson Santos, da área João de Deus, e outros religiosos.

Ao justificar a concessão, o vereador Garcez exaltou os feitos do homenageado e frisou ser grato ao pastor Francisco por ter muito contribuído e participado na educação de suas filhas, quando estudaram no Colégio Batista.

O homenageado, ao usar a tribuna, declarou ser um privilégio ganhar o título. “O meu coração está cheio de gratidão por este título proposto pelo vereador Antonio Garcez.

A gratidão é a rainha das palavras, assim entendo ao receber este título, ou quando reencontro um ex-presidiário que assisti e me agradece por sua recuperação”, ressaltou.

Francisco José Alencar Araujo relembrou aos presentes o trabalho difícil, mas gratificante, que realizou em Pedrinhas, a sua atuação junto aos alunos indisciplinados, como coordenador de disciplinas, no Colégio Batista e os duros momentos que passou com os pais morando no bairro Fátima, na capital, chegando a perder a mãe, por doença, num hospital, em 1984.

MIGRAÇÃO

Antes de chegar a São Luís, Francisco, seus sete irmãos e os pais migraram de Juazeiro para Caxias, interior do Estado.

Eles deslocaram-se do Ceará para o Maranhão em decorrência de uma das muitas secas que ocorrem de tempos em tempos no sertão nordestino e afetam a economia da região.

Numa destas escassez de chuvas no Juazeiro, seu pai, o velho Alencar Araujo, ourives, atingido pela falta de encomendas de trabalho, se obrigou a migrar e Caxias foi o destino. Depois, a família mudou-se para São Luís.

Com muito esforço, Francisco José que é bacharel em Teologia e ainda estudou até o sétimo período do bacharelado em Ciências da Religião, da Universidade Estadual do Maranhão.

O pastor hoje é presidente da Ordem dos Pastores da Igreja Batista na Baixada Maranhense Ocidental, secretário adjunto de Esportes de Mirinzal, onde mora, e também preside o Conselho Municipal de Saúde.

Screenshot_20191122-203103~2

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Duas pessoas morrem vítimas de infarto ao assistir jogo neste sábado (23)

dom nov 24 , 2019
<div class="at-above-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2019/11/camara-concede-titulo-de-cidadao-ao-pastor-francisco-alencar/"></div>TORCEDORES VÍTIMAS DE INFARTO Universitário casou pela manhã e morreu de infarto fulminante após gol do título do Flamengo O que seria um dia de […]<!-- AddThis Advanced Settings above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings below via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings generic via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons below via filter on get_the_excerpt --><div class="at-below-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2019/11/camara-concede-titulo-de-cidadao-ao-pastor-francisco-alencar/"></div><!-- AddThis Share Buttons generic via filter on get_the_excerpt -->