Foto: Vanessa Martins/G1

Dois amigos matam homem para revidar agressão durante festa de família, diz delegada

Segundo investigação, Macedônio da Silva tinha brigado com os autores do crime por ciúmes da mulher dele, em Goiânia. Os dois foram presos e contam versões contraditórias do caso.

Dupla é presa suspeita de matar homem para revidar agressão em festa de família .

A Polícia Civil concluiu que Valério Souza Silva, de 23 anos, e Djanison dos Reis Silva, 28, são responsáveis pela morte de Macedônio Alves da Silva, em Goiânia, no último dia 27 de outubro.

A delegada Marcella Orçai apurou que, depois de serem agredidos pela vítima em uma festa de família, planejaram o esfaqueamento dela, e a executaram duas horas depois da briga.

“Estavam todos na festa. Eram parentes e amigos de longa data que vieram juntos do Maranhão para Goiânia.

A vitima já estava bêbada e deu até cabeçada nos autores porque tinha ciúmes deles com a esposa.

Depois dessa briga, mandaram ele ir para casa e ele foi, foi dormir. Nessas duas horas entre ele ir para casa e ser morto, os dois planejaram o crime. Não foi no calor do momento”, explicou.

O G1 não conseguiu localizar a defesa dos presos para pedir um posicionamento sobre o caso.
Valerio Souza Silva, de 23 anos, e Djanison dos Reis Silva, 28, suspeitos de matar Macedônio Alves da Silva

De acordo com a delegada, os dois autores, que são muito amigos e se consideram primos, foram detidos em cumprimento de mandado de prisão temporária no último dia 5 de dezembro: Djanison em Açailândia (MA) e Valério em Goiânia, cada um em sua casa.

“Eles ficam jogando a responsabilidade um para outro. Vamos ver se há necessidade de uma acareação e devo fechar o inquérito ainda essa semana. Também vamos pedir pela preventiva deles”, contou a delegada.

Apesar das versões contraditórias, Orçai disse que há indícios que mostram que os dois participaram ativamente do crime.

“A perícia apontou que seria praticamente impossível apenas uma pessoa ter cometido o crime por causa da quantidade de facadas – que foram muitas – e da forma como foram os cortes, havia marcas de resistência. Indícios apontam que um seguro a vitima e o outro deu as facadas”, detalhou.

Segundo ela, os dois responderão por homicídio qualificado por motivo fútil e por usar recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Titular da Delegacia de Investigações de Homicídios em Goiânia, o delegado Rilmo Braga disse que, com esses dois últimos, a equipe completa prisão de 400 suspeitos de homicídios em 2019.

“É recorde para a delegacia em Goiânia. […] Este ano focamos em observar as facções criminosas, responsáveis por boa parte dos homicídios na capital. Acredito que esse foi o foco diferencial”, avaliou.

GRUPO MATÉRIAS POLÍCIAIS🇧🇷

Next Post

William Santos é Homenageado no Jantar de Premiação Casual em Curitiba – PR

sex dez 20 , 2019
<div class="at-above-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2019/12/presos-os-assassinos-de-maranhense-em-goiania-a-vitima-era-filho-do-senhor-rasga-milho-natural-de-pastos-bons/"></div>A badalada colunista social e apresentadora Rosy Buzinaro realizou com sucesso o jantar de Premiação Casual – Edição Verão. Onde reuniu toda sociedade, mídia, profissionais […]<!-- AddThis Advanced Settings above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings below via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings generic via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons below via filter on get_the_excerpt --><div class="at-below-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2019/12/presos-os-assassinos-de-maranhense-em-goiania-a-vitima-era-filho-do-senhor-rasga-milho-natural-de-pastos-bons/"></div><!-- AddThis Share Buttons generic via filter on get_the_excerpt -->