Segundo delegada, mãe diz que marido se irritou com o choro da filha e bateu a cabeça dela na cama.

Exames de raios-x mostram múltiplas fraturas pelo corpo da bebê, em Trindade — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
A bebê que sofreu ao menos 12 fraturas e diversas queimaduras pelo corpo morreu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica do Hospital Materno Infantil (HMI), na manhã desta terça-feira (10).

A criança era filha de um casal de maranhenses que possuem parentes em Codó.
Os pais estão presos suspeitos de cometer o crime contra a filha. Segundo exames realizados pela Polícia Técnico-Científica (PTC), a criança sofria espancamentos de forma “repetida e contínua”.

O G1 MA não conseguiu localizar a defesa do casal até a última atualização desta reportagem.

O caso

A mãe levou a bebê a um posto de saúde no Setor Laguna Park, em Trindade, na quinta-feira (5). De lá, a unidade encaminhou a criança ao HMI, onde a médica suspeitou de maus-tratos e chamou a polícia.
Os pais foram presos na sexta-feira (6) suspeitos, na ocasião, de tentativa de homicídio contra a criança.
Na ocasião, o pai, de 24 anos, negou as acusações. Já a mulher, de 18, alegou que tentou proteger a filha, mas que o marido puxou as pernas e braços com força e bateu a cabeça da menina na madeira da cama.
“A mãe tinha o dever de garantir segurança a essa criança. Ela não fez nada. Percebemos que esse casal não tinha nenhum tipo de amor por essa criança”, afirmou a delegada.
Divulgado na segunda-feira (9), o laudo assinado por um médico legista da PTC informa que a criança sofreu múltiplas lesões e hematomas na cabeça e pelo resto do corpo oriundos de agressão física, além de queimaduras em várias fases de evolução.

http://www.nelsinhopaz.com.br/2020/03/bebe-espancado-por-casal-maranhense.html?m=1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Vídeo: Após discussões e desinteligência policial quebra perna de uma mulher com rasteira

qua mar 11 , 2020
<div class="at-above-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2020/03/bebe-espancado-por-casal-maranhense-morre-em-hospital-de-goiania/"></div>Silvana de Souza foi derrubada com o rosto no chão e quebrou a perna: ‘me trataram como lixo’; ação policial foi gravada com um celular […]<!-- AddThis Advanced Settings above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings below via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings generic via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons below via filter on get_the_excerpt --><div class="at-below-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2020/03/bebe-espancado-por-casal-maranhense-morre-em-hospital-de-goiania/"></div><!-- AddThis Share Buttons generic via filter on get_the_excerpt -->