Segundo a Polícia Civil o desligamento do caseiro com a família foi amigável e não há indícios de sua participação nos crimes

Em coletiva na tarde desta quarta-feira (15), o secretário Jefferson Portela, esclareceu a investigação do caso de assassinato do casal Maria Graça Cordeiro Mendes e Jesuíno Cordeiro Mendes, pais do deputado federal Cléber Verde (Republicanos).

O casal foi morto na noite de terça-feira (14).
Segundo Jefferson Portela, o líder do grupo, Fábio da Conceição Cardoso, vulgo ‘Fabinho’, que idealizou o ataque, foi morto em confronto com a polícia.

A polícia chegou ao bando, prendendo um homem e apreendendo um adolescente, que não estavam envolvidos neste crime, mas que estão sob interrogatório para elucidar como agia o bando.

A investigação prossegue para a prisão de três outros envolvidos no crime, dois homes e uma mulher, que estão foragidos, além do interrogatório dos detidos, de outros possíveis suspeitos e testemunhas.

“A Segurança se voltou para este caso, a fim de garantir a pronta reposta para solução e vamos prosseguir com as investigações”, pontuou o secretário Jefferson Portela.

Fábio Cardoso e outras três pessoas teriam ido à fazenda do casal para roubo de arma de fogo, pois o bando teria informações de que havia algumas peças na casa.

No local, encontraram Jesuíno Mendes fazendo reparo em uma cerca a 150 metros da casa, onde o atingiram com arma de fogo e arma branca.


A esposa, Maria Mendes, estava dentro da casa e foi atingida com objeto de madeira e arma branca.
A fazenda, onde ocorreram os crimes, era afastada da sede do município, o casal morava só e não havia câmera de segurança.

No local, até o momento, a polícia identificou que foi levada uma arma, a ser identificada, e o celular da esposa.

O crime foi arquitetado pela manhã, por volta das 8h30, quando parte do grupo observou o movimento na fazenda e repassou informação para o líder.

Fábio Cardoso é ligado à facção que age em São Luís, era procurado pela prática de crimes em Turiaçu, Cândido Mendes, Santa Inês – onde já havia baleado uma vítima durante assalto – e região.

Segundo Jefferson Portela, há alguns dias, operação policial de busca ao criminoso resultou na apreensão de várias armas.

“Dessa forma, eles tencionavam adquirir armas de fogo para prática de crimes”, pontuou o secretário.


Fábio Cardoso era o líder e o mais violento do grupo, informou o secretário.

“Ele tinha o comportamento de agredir e lesionar as vítimas, mesmo sem qualquer reação destas. O casal foi morto de modo cruel e vil”, disse Jefferson Portela.

A investigação é conduzida pela Delegacia Regional de Pinheiro e tem apoio da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

Foi enfatizado pelo secretário de estado de Segurança Pública que não existe qualquer indício de que o ex-caseiro da fazenda tenha ligação com o duplo homicídio.

A informação da SSP é de que foi amigável o desligamento do caseiro com a propriedade.

Com informações do Maranhão Hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Rubens Júnior: MAIS ADESÕES 

qui jul 16 , 2020
<div class="at-above-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2020/07/segundo-policia-civil-caseiro-demitido-nao-tem-envolvimento-em-duplo-homicidio-de-turiacu/"></div>O secretário estadual de Administração Penitenciária- Murilo Andrade é mais um titular de pasta que declarou apoio à pré-candidatura do deputado Rubens Júnior nas eleições […]<!-- AddThis Advanced Settings above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings below via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings generic via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons below via filter on get_the_excerpt --><div class="at-below-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2020/07/segundo-policia-civil-caseiro-demitido-nao-tem-envolvimento-em-duplo-homicidio-de-turiacu/"></div><!-- AddThis Share Buttons generic via filter on get_the_excerpt -->