Três policiais militares morreram após serem atingidos por tiros disparados por um homem que se identificou falsamente como policial civil na madrugada de sábado (8). O suspeito também foi atingido e morreu.

De acordo com polícia, os suspeitos tinham saído de uma festa e abordaram uma moto na Avenida Politécnica, no Butantã, Zona Oeste de São Paulo, por volta das 5h.

Quatro PMs viram a cena e abordaram o carro Fox, cor branca, com dois ocupantes.

Ao se aproximar, a moto já havia deixado o local. Um dos abordados disse que era policial civil.

Os PMs solicitaram a arma e a carteira funcional do suspeito, que as entregou para os policiais.

Enquanto os PMs checavam se o homem era mesmo policial civil, ele sacou uma segunda arma, baleou um PM na cabeça, baleou o segundo e correu atirando.

Ele fugiu, mas outro PM conseguiu atingi-lo. Ele foi socorrido ao Pronto Socorro do Hospital Regional de Osasco, na região metropolitana de São Paulo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O falso policial civil também conseguiu atingir esse PM (Menezes), que foi ferido, passou por cirurgia no Hospital Universitário, mas não resistiu e morreu por volta de 7h40.

O outro ocupante do carro foi detido. Foram quatro mortes no total, três policiais militares – sargento Oliveira Júnior e soldados Victor e Menezes – e o falso policial civil, identificado como Cauê Doretto de Assis.

Um dos PMs mortos era sargento (Oliveira Júnior) e a esposa está grávida de gêmeos. A ocorrência foi encaminhada ao 91º. DP.

O caso vai ser investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

POLICIAIS

O sargento José Valdir de Oliveira Junior tinha 37 anos, era casado, possuía uma filha, Gabrielly de 16 anos, esposa Bianca que está grávida de gêmeos e estava na Polícia Militar há 14 anos e 5 meses.

O Soldado Celso Ferreira Menezes Junior tinha 33 anos, era divorciado, não possuía filhos e estava na Polícia Militar há 10 anos e 5 meses.

O soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva tinha 29 anos, era casado, e deixa a esposa grávida Ana Carolina e estava na Polícia Militar há 6 anos e 9 meses.

https://www.saocarlosagora.com.br/estado/tres-pms-sao-mortos-por-falso-policial-civil-na-capital/128482/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

É com imenso pesar que anunciamos na véspera do dia dos pais a morte de três policiais da Força Tática do 23° BPM/M PMESP

sáb ago 8 , 2020
<div class="at-above-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2020/08/tres-policiais-militares-morrem-durante-abordagem-a-falso-policial-civil-em-sao-paulo/"></div>Três pais de família que tiveram o direito à vida ceifados. Três famílias que perderam o direito de ter o seu ente querido em seus […]<!-- AddThis Advanced Settings above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings below via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings generic via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons below via filter on get_the_excerpt --><div class="at-below-post addthis_tool" data-url="https://petrusnews.com/2020/08/tres-policiais-militares-morrem-durante-abordagem-a-falso-policial-civil-em-sao-paulo/"></div><!-- AddThis Share Buttons generic via filter on get_the_excerpt -->